No carrinho

No supermercado, você dentro do carrinho, pego uma bandejinha de ovos de codorna e coloco no seu colo.

– Mamãe, esse ovo é de galinha ou de jacaré?

E minhas risadas rendem até o final da lista.

Anúncios

Verdade

Conversando com sua avó postiça:

– Vovó, a Laura nasceu da sua barriga, não foi?

– Foi.

— A Bê nasceu da sua barriga, não foi? 

— Foi.

— A Mamãe nasceu do seu coração, né? (…) E daí, né, Vovó?

Boa pergunta, filho. E daí?

Mirante

Seu pai comenta sobre o Mirante do Mangabeiras. Você imediatamente aponta para a direção onde fica o tal mirante.

– Olha lá o “humilhante”!

Escolha

Entre um soluço e outro depois de se negar a comer o jantar:

– Tem que comer o jantar, filho, senão não tem Toddy. É pegar ou largar.

E você, chorando litros:

– Largaaaar!

E adormece de tanto chorar.

Visão de longo alcance

Voltando de Tiradentes, você observa a estrada com atenção.

– Olha a placa, Mamãe!!! Proibido trapacear!

E não é que você tem razão, filho? Ninguém respeita, mas é proibido mesmo.

Sanduíche de esperança

Avesso a experimentar coisas novas, você me pede para comer cachorro quente pela primeira vez. Entre a alegria e a contrariedade, compro as diabolicamente gostosas salsichas, feitas de não-se-sabe-o-quê.

Você dispensa o pão e experimenta a iguaria.

– Adorei. Salsicha é mais gostoso que almoço!

E a minha esperança de vê-lo comer melhor fica esmagada entre dois pedaços de pão, coberta com mostarda e catchup.

Linguista

– Vamos tomar banho, filho?

– Vimas.

– Vimas?

– Vimas é vamos em inglês.

Conclusões

– Eu acho que quando eu ficar adulto eu vou ter a cara do Peter.

– Que Peter, filho?

– O Peter Parker.

Lógica

Em viagem de férias com seus avós, seu primo Gustavinho lhe ensina uma nova forma de falar mar, puxando o R como bom morador do interior de São Paulo. Ao ver você falando da mesma forma, sua avó explica:

– Francisco, você não fala maR. Você fala mar mesmo, porque você é mineiro.

Corta a cena.

Diante de uma escada, você cita algo sobre os “degrais”. Sua avó explica que não são “degrais”, mas degraus. Você retruca:

– Mas eu sou mineiro, Vovó. Eu falo degrais.

A verdade

Você e seu pai brincando no quarto. De repente, você tira a máscara do Homem-Aranha. Dramático, olha para ele e faz a grande revelação:

– Eu sou apenas um homem inocente.